Seja o seu melhor. Use sua nota do Enem* e venha para a Estácio. 30% de Desconto durante todo o curso*.

Graduação 2017 – 2º semestre *Informações legais no site (regulamentos).

Versão para impressão     Enviar para um amigo    

Home : notícias

UFPR faz julgamento sobre o dia 29 de abril, através do curso de Direito, nesta sexta-feira (8/05)

Fonte: Imprensa UFPR

06/05/2015



Nota da Assessoria em 7/05: Devido à grande procura, foram alterados o local e o horário da realização do julgamento simulado. Será nesta sexta-feira (8/05, às 18h30), no Teatro da Reitoria da UFPR. Os organizadores pedem que os interessados em garantir um lugar no auditório cheguem com uma hora de antecedência. O evento será transmitido ao vivo pela UFPR TV em tempo real, nos canais 17 da Net, 187 da Vivo TV ou pelo site www.tv.ufpr.br.

A partir de seu espaço que é de reflexão sobre o Direito – seu conteúdo, seus desafios, seus limites, suas insuficiências e suas possibilidades – mas que ao mesmo tempo é de inserção social comprometida com a os desafios do nosso tempo, a Faculdade de Direito da UFPR promove um julgamento tendo em face os acontecimentos do último dia 29 de abril, em Curitiba.

Passíveis de tantas leituras (jornalísticas, sociológicas, políticas, antropológicas, psicológicas) os eventos também estão carregados de possibilidades jurídicas. Cabe a uma Universidade comprometida com seu tempo e com suas chagas refletir sobre tudo isso e indicar eventuais e possíveis caminhos para a ação.

Segundo a Universidade, o propósito deste evento não é judicial – na acepção estrita do termo. Como academia jurídica,  que forma juízes, advogados, juristas, o propósito que se coloca é o de trazer à luz fatos, promover sua interpretação e dar-lhes enquadramentos jurídicos para futuros encaminhamentos possíveis, a serem eventualmente tomados pelos mais diversos atores do cenário social, político e jurídico.

O julgamento terá uma fase em que os fatos serão relatados (por atores diretos dos eventos e também pelo Estado, que será notificado para tal); uma fase em que um colegiado de julgadores fará considerações, em vista dos fatos relatados; e uma fase de decisão, tomada pelo colegiado de julgadores, com a leitura de um documento com eventuais encaminhamentos.

Antes das considerações do colegiado de julgadores, serão lidas manifestações de Fabio Konder Comparato (jurista, USP) e Flavia Piovesan (jurista, PUC-SP), elaboradas especialmente para a ocasião.

O colegiado dos julgadores será composto por:

Celso Antonio Bandeira de Mello (jurista, PUC-SP)
Jorge Luiz Souto Maior (jurista e magistrado, USP)
Kenarik Boujkian (desembargadora, TJSP, ex-presidente da associação dos Juízes para a democracia)
Pedro Rodolfo Bodê de Moraes (sociólogo, UFPR)
Leonardo Sakamoto (jornalista e cientista político).
 





Versão para impressão     Enviar para um amigo