FIES

O que é o FIES?
O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa do Ministério da Educação que oferece o financiamento da graduação em instituições de ensino superior particulares, com juros mais baixos. O Fies funciona, na prática, como um empréstimo para pagar as mensalidades, com a diferença que o estudante paga a conta somente após a formatura.

A partir de portaria do MEC (3/07/2015) foram oficializadas mudanças, que estabelecem prioridade na oferta de vagas para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste – excluído o Distrito Federal – e em cursos das áreas de engenharia, saúde e formação de professores.
*NOTA: Em 27/04/2016, O MEC mudou as regras, novamente. Flexibilizou a oferta de cursos prioritários. Até o último processo seletivo, 70% das vagas eram ofertadas em saúde, engenharias e licenciaturas e pedagogia. Agora serão 60% para essas áreas. O remanejamento segue a demanda por esses cursos. Saúde terá metade das vagas nas áreas prioritárias, engenharia, 40%, e cursos para a formação de novos professores, 10%.

Continuam tendo prioridade os cursos com nota 4 e 5 (a nota máxima é 5) nas avaliações do Ministério da Educação (MEC). A Secretaria de Educação Superior do ministério poderá definir critérios adicionais para a distribuição de vagas, caso julgue necessário.

Também houve um aumento nos juros cobrados (de 3,4%, cobrados desde a criação do Fundo, para 6,5%)

(Veja a Notícia)


Quem pode solicitar o FIES?
A partir do segundo semestre de 2015 foram mudadas as regras para contrair o Financiamento. A renda familiar mensal bruta deverá ser de 2,5 salários mínimos por pessoa (antes, era de 20 salários mínimos.
NOTA: Em 27/05/2016, Sobre o patamar da renda, o Ministro da Educação disse que existe uma demanda para que seja alterada para até 3,5 salários mínimos para que mais pessoas possam participar do programa, mas ressaltou que a questão ainda está sendo discutida.

Poderá se inscrever no processo seletivo o estudante que, cumulativamente, não tenha concluído curso superior, tenha feito a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). a partir da edição de 2010, e obtido média superior a 450 pontos, sem tirar nota 0 na redação.
NOTA: Em 27/04/2016: O MEC mantém a exigência de o estudante tirar pelo menos 450 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para concorrer às vagas

Mais informações na página do FIES.

Versão para impressão     Enviar para um amigo